Menu Liti-link AG logo
Retrocessões retidas ilegalmente

Um modelo de negócio lucrativo dos bancos suíços durante anos

Muitos bancos e outros gestores de ativos suíços retiveram no passado ilegalmente comissões de intermediação na ordem dos bilhões. Essas comissões de intermediação, denominadas na Suíça de retrocessões, representaram durante muitos anos um modelo de negócios bastante lucrativo para gestores de ativos, bancos e prestadores de serviços financeiros suíços. Esse dinheiro pertence aos clientes, clientes estes que muitas vezes nem sabem desse direito.

Todos os dias grandes somas expiram a favor dos bancos devido aos atuais prazos de prescrição. As comissões de intermediação foram cobradas aos investidores no momento da aquisição de produtos de investimento na Suíça. No entanto, até agora, somente alguns clientes reivindicaram a devolução desse dinheiro. Tudo isso joga a favor dos prestadores de serviços financeiros suíços envolvidos: eles estão jogando com o tempo. Nesse impasse, muitos investidores estão na iminência de verem prescrever seus direitos que, dependendo do montante de ativos sob gestão, facilmente podem atingir uma soma na ordem dos cinco ou seis dígitos.

O Tribunal Federal Suíço decidiu

A decisão do Tribunal Federal Suíço de 30 de outubro de 2012 (4A_127/2012, 4A_141 / 2012), que proíbe a retenção de retrocessões, e a posterior ação regulamentar da Autoridade Supervisora de Mercado Financeiro Suíço FINMA aumentaram a pressão sobre o setor financeiro suíço. O veredito é claro: os bancos e gerentes de ativos na Suíça são obrigados a reembolsar seus clientes de todas as comissões que foram retidas pelos provedores de fundos, certificados e outros produtos financeiros. Em 2006 o Supremo Tribunal Federal Suíço já havia decidido a favor dos clientes no que se refere à devolução de retrocessões e taxas de indicação pagas aos gestores de ativos, fortalecendo assim os direitos dos investidores. Com base em números da associação bancária suíça Swiss Banking, os especialistas estimam que foram ilegalmente retidos dessa forma vários bilhões de francos suíços pertencentes aos clientes.

Não sabia que poderia recuperar essas comissões de intermediação. A Liti-Link não só impediu a prescrição das minhas reivindicações financeiras, como conseguiu fazer valer meus direitos com êxito e sem demora.
CLIENTE LITI-LINK